Kodak anuncia alto rendimento e soluções sustentáveis na Graph Expo 2015
Fonte: Bytes & Types   
Qui, 17 de Setembro de 2015 / 08:09

Nova chapa térmica Kodak Electra Max e o CTP Kodak Tredsetter Q2400/Q3600 oferecem o máximo ganho de desempenho e potência para impressão offset

A Kodak está maximizando o rendimento de suas chapas e melhorando a sustentabilidade das operações de seus clientes com o lançamento da nova chapa térmica Kodak Electra Max e, também, com o anúncio do novo CTP Kodak Tredsetter Q2400/Q3600. Ambas as soluções estarão em exposição no stand da Kodak na Graph Expo 2015, que começou no último dia 13 e irá até o dia 16 de setembro, e acontece no McCormick Place em Chicago (EUA).  

No stand da empresa (número 823) os visitantes poderão conferir as novas capacidades da Kodak Electra Max, como, por exemplo, suporte a altas tiragens, alta resistência ao uso de químicos, uso de retículas estocásticas de até 10 microns, e lineaturas de até 450 lpi quando usados os padrões de retículas convencionais.

Essas versáteis chapas térmicas são ideais para uso em grandes ambientes de impressão, incluindo impressão offset para embalagens, rotativas, impressoras planas comerciais e aplicações com secagem UV ou H-UV. Sob o slogan de ser uma chapa “Sem Compromisso”, a Electra Max oferece baixo consumo de revelador e grandes tiragens sem necessitar de pré-queima, tornando-se ideal para clientes que procurar otimizar seu rendimento ao mesmo tempo em que querem reduzir o impacto ambiental.

A Kodak também está melhorando os recursos de seu portfólio de equipamentos CTP com o lançamento do Tredsetter Q2400/Q3600, uma solução que, entre outros novos recursos, conta com a tecnologia Kodak Squarespot, a qual oferece um processo mais estável e seguro, independentemente da sensibilidade da chapa e potência do laser. Dessa forma, é possível obter maior eficiência e reduzir o gasto de energia com lasers de maior potência, necessários para gravar uma chapa, em até 27%, ao mesmo tempo em que também ajuda a reduzir os custos devido à menor necessidade de retrabalhos e diminuição do tempo de ajuste para controlar as variáveis de impressão.

Com o novo CTP Tredsetter Q2400/Q3600, a Kodak reforça seu compromisso com a inovação da tecnologia de gravação de chapas, de forma que os clientes podem, agora, otimizar seu rendimento com chapas de maior formato, nas quais é possível gravar imagens de 394x394 mm, até 1600x2083 mm. A configuração manual é suficientemente versátil para permitir gravar em uma ampla variedade de tamanhos, indo do padrão duas páginas, até formatos maiores. Essa variação pode ser facilmente adaptável para várias aplicações, tais como embalagens e outras aplicações envolvendo grandes formatos.

Pode ser usado, ainda, como um equipamento de retaguarda para suprir a demanda de outros CTP que possuam automação. Sua versatilidade permite aos clientes diferenciarem-se e expandir seus negócios através do uso de alta resolução de impressão.

Por sua vez, a compatibilidade com as chapas Electra Max e Kodak Sonora XP livres de processamento, amplia as estratégias dos clientes ligadas à sustentabilidade; ambas as chapas permitem eliminar grande parte (Electra Max) ou completamente (Sonora) o uso de químicos, água, energia, bem como desperdícios inerentes aos processos tradicionais de produção. A Kodak é a única fabricante que possui a tecnologia completa de CTP, chapas, workflow, oferecendo a seus clientes uma solução integrada e unificada de impressão.

“Com a tecnologia atual, esperamos não somente que as empresas sejam mais produtivas, como também adotem procedimentos amigáveis ao meio ambiente”, disse Brad W. Kruchten, presidente da Divisão de Sistemas de Impressão, e vice-presidente da Eastman Kodak Company. “Apoiamos nossos clientes em seus esforços para cumprir essas expectativas, entregando soluções para alto rendimento que são críticas para seus negócios. O centro de tudo o que fazemos gira em torno da eficiência e sustentabilidade; isso, desde nossa primeira propaganda sobre reciclagem e reuso da prata usada para confeccionar filme na década de 1920. Isso continua hoje, na medida em que oferecemos uma abordagem holística, que traz maior valor e produtividade, com menor impacto ambiental.”

 
           

Assine nossa newsletter e receba notícias da área gráfica, além de informações sobre cursos e eventos do segmento

Assinar

Calendários de Eventos

Siga-nos no twitter

 André Borges Lopes
 Ricardo Minoru Horie
 Alexandre Keese
 Ana Cristina P. Oliveira
 Vitor Vicentini